Auto-engano

01:31:00

Eu tenho tudo sob controle, cartas marcadas, números certos, mentiras favoráveis e contatos convenientes. Eu não sou do tipo pelo qual você deveria colocar a sua mão no fogo, mas você coloca e nem ao menos arde. Você espera tanto de mim e eu não espero nada. Eu sei para onde correr, eu sei onde eu devo ficar. Eu só não sei até onde tudo isso é farsa, porque verdade não tem sido fácil de encontrar. E as minhas palavras, e as minhas palavras, talvez apenas elas possam chegar lá.. Porque este aqui não é o meu mundo, eu não conheço esse lugar e não sei desmentir a farsa que compartilho com cada pedaço de vida ao redor de mim. Perdi-me sem saber por onde começar e comecei sem saber, sem saber como chegar ao fim. Nunca foi tão duro perder-me completamente. Pois que para perder tudo é preciso não ter medo, medo e vaidade, vaidade e sede de poder, poder e uma suposta inteligência que adia o que não é conveniente pra você. Mas tá tudo errado, tudo completamente errado, conveniência não é verdade, poder não é liberdade, vaidade não é beleza e medo não é amor. E eu tava andando pela rua e lua me dizia que nada daquilo fazia sentido. Pois bem, a lua não deveria dizer nada. Auto-engano. O que eu queria era me encontrar. É claro que eu poderia, que eu saberia. Eu só não queria. Eu queria aquele momento. Eu e a lua em pleno silêncio, sem planos, sem vodka, sem mistérios, sem medo. Para se vencer é preciso se perder.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Uaaal, baixou Clarice aí, friend?
    AMEEEEEEEEEEEEEEEEEI s2

    ResponderExcluir